Horário de atenção

de segunda a sexta-feira

das 9:00h às 13:00h e

das 14:00h às 18:00h

 

Tel: +351 256 109 139

Tel: +351 300 500 455

 

Últimos tweets

Continuamos com a nossa formação Unikrannich no Porto. Não percas detalhes! https://t.co/2ozn3Id6kq
Esperamos por ti no Curso UniKrannich: Autoconsumo com baterías de alta voltagem. Tudo está pronto! https://t.co/BmTv51i4zw
Novo dia de formação no Porto com a KrannichSolarPT ,BYD e Kostal. Toda a informação no seguinte link… https://t.co/xdzrtye4W2
Inscreve-te na próxima formação da KrannichSolarPT no Portugal nos dias 07 de 09 de Fevereiro.Reserva tua vaga… https://t.co/S0X67RTQ2x

Sistemas híbridos fotovoltaica-diesel com baterias solares

Consumo energetico residencial
Consumo de energia residencial tipo**
Consumo energetico em restauração
Consumo de energia em restauração tipo**
Consumo energetico em hotelaria
Consumo de energia em hotelaria tipo**

Pede o teu presuposto

 

A montagem de unidades de geração descentralizadas com grupos electrógenos diesel e sistemas fotovoltaicos isolados permitiram a electrificação progressiva das zonas que ainda não estão conectadas à rede elétrica principal e que são demasiado remotas como para levar a cabo uma extensão do traçado de corrente. Como é lógico, cada uma destas duas tecnologías tem as suas próprias limitações. 

 

O grupo electrógeno, por um lado: 

  • experimenta um constante aumento dos preços dos combustíveis,
  • tem um elevado custo de transporte de carburantes às zonas remotas, assim como de  operação e manutenção neste lugares, 
  • apresenta ineficiência quando se executa com um factor de carga baixa.

 

Enquanto a energia solar fotovoltaica:

  • é uma fonte de energia intermitente que requer armazenamento quando não se utiliza durante o tempo de geração (horas de luz),
  • implica um elevado investimento inicial mas tem um custo de operação e manutenção muito baixo. 

 

Os sistemas híbridos fotovoltaica-diesel, sendo combinação de ambas tecnologías, permitem compensar estas desvantagens, pois oferecem atractivas oportunidades e podem-se utilizaos de forma produtiva dentro de micro-redes:

 

1. Optimização do rendimento dos componentes do sistema fotovoltaico. 

  • No que diz respeito ao grupo electrógeno:
    • Melhora o rendimento do gerador diesel evitando o seu funcionamento com cargas baixas.
    • Reduz o número de horas que está em funcionamento.
    • Aumenta a sua vida útil.
  • No que diz respeito às baterias solares:
    • Diminui consideravelmente a sua capacidade e, portanto, o investimento inicial.
    • Incorpora a possibilidade de programar uma carga compensatória a cada certo número de ciclos, segundo o recomendado neste tipo de sistemas fotovoltaicos. 
    • Evita descargas profundas e alarga a vida útil das baterias solares com o arranque automático por SOC (state of charge, ou estado de carga).

 

2. Disponibilidade energética.

  • Além de existirem duas fontes de geração, a solar fotovoltaica e a diesel, que podem funcionar independentemente uma da outra, há que acrescentar que a fiabilidade dos grupos electrógenos é muito alta já que se trata de uma tecnología muito madura.
  • Oferece a opção de somar a potência do gerador diesel à dos inversores fotovoltaicos de onda sinoidal.

 

3. Maior independência comparada a subidas dos preços do combustível.

 

 

Potência: a partir de  5kW até 300 kWp

Custo aproximado: 2.5 – 4 €/Wp

Retorno do investimento: 

  • 0,5€/l diesel-> 13-15 anos.
  • 1,08€/l diesel-> 7-9 anos.

Parâmetros de funcionamiento establecidos por: Inversor fotovoltaico de isolada.

 

** Consumo de energia, segundo actividade, ao que se ajusta a solução híbrida fotovoltaica-diesel com baterias solares