Horário de atenção

de segunda a sexta-feira

das 9:00h às 13:00h e

das 14:00h às 18:00h

 

Tel: +351 256 109 139

Tel: +351 300 500 455

 

Últimos tweets

Conselhos práticos para a conceção de um sistema de autoconsumo #fotovoltaico
Células maiores, mais potência, módulos maiores. Qual o rumo da tendência? No artigo do nosso blog, damos uma vista… https://t.co/oUtorilLWV
RT renovaveispt: Colaborador da Krannich torna-se independente da rede elétrica https://t.co/DIeRbNYq6P KrannichSolarPT #solarpower #re
Após o recente lançamento da nova série residencial trifásica de inversores Sungrow_Power SGxxRT, considerámos apr… https://t.co/bZZzaCijAl

Sistemas fotovoltaicos com limitação de potência activa

Autoconsumo com limitação de potência activa
Foto: MonSolar

Outra alternativa consistiría em optar por um sistema fotovoltaico de redução de potência, ainda que com isto não se favoreceria um consumo eficiente.

 

Segundo a imagem inferior, se o SolarLog Meter detectasse através de amperímetros toroidais um pequeno excesso de produção de energia solar fotovoltaica e a percentagem de autoconsumo estivesse fixado em 0%, o equipamento mandaría um sinal ao inversor, ou inversores fotovoltaicos, através do bus 485 para que estes reduzissem a sua potência activa adequando-se de forma linear à curva de consumo energético. Este sistema permite a monitorização da produção de energia solar, assim como da electricidade gerada e autoconsumida.

 

Potência: a partir de 0,24 kW

Custo aproximado: 1.6 – 2.5 €/Wp

Retorno do investimento: 5 - 8 anos (comparando com os preços actuais do kWh em Portugal).

Parâmetros de funcionamento estabelecidos por: Rede.